quinta-feira, 27 de maio de 2010

Alguns dos participantes do recital poético que a ACE promoveu, dia 22/05, no Shopping Benfica.

.


Frederico Régis
Gilson Pontes

Silas Falcão, anunciando os eventos da ACE.


Sonia Nogueira


Marina Fernandes

Haroldo Felinto

AS- Airton Soares

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Bazar das Letras - Contos Matutos de Haroldo Felinto


Cordel da Mulher Atrevida

.

Blog: Balaio da Poesia Visite!

.




l

Não sou Mulher que se diga
ETA! Que “Dona Patroa!
Também o pior não diga,
Se eu não sou tão a “Boa,”
Chame-me de Atrevida
Um pouco de Pervertida,
Porém jamais fui atoa.
ll

Nunca fui de ganhar Temas,
Mais me visto de Poema
Sou meu próprio Diadema.
Chamem-me Pedra Noventa
Vou pra casa dos Sessenta
Meio a reverso e Dilema.
Enfim, sou meu próprio lema.

lll

Eu nasci bem desprovida
Dos atributos reais,
Era triste e inibida.
Com silhueta normal,
Ás vezes desengonçada
Em outras, um pouco ousada,
Mais sem trejeitos Fatais.
.

lV

Aos poucos fui me encarando
Aceitando-me como eu era...
Não era a Bela Encantada
Mais, eu vivia essa espera.
De um dia transformar-me
Na mais formosa Donzela
E ser de fato a Fera.

V

Abri porteira no “Mundo”
Por onde eu nem caberia,
Pisei abismo profundo
Submergi com “Valia”
Comi poeira da estrada
Atravessei invernada
Estampei-me de “Ousadia.

Vl

Só não Roubei nem Matei
Nem em vícios fui parar.
Lombo de Touro eu montei.
Pulei muro a me arrastar
Para poder escapar
Saltei por cima do Mar
Tentando me equilibrar.

Vll
Quem conhece a Face Dura
Do chão que pisa a Pobreza,
Colhe a “Provisão Madura
E trás no rosto a Beleza
Planta capim no asfalto
Produz seu grande roçado
Sem cansaço e sem Moleza.



Vlll

Porém quem não compreender
É que não viveu no Fio,
Da Navalha a entender,
Que na voz de um arredio
Existe um gritar latente
Não se tem vida decente
Com a barriga vazia.



lX
Senti dor e desalento
Sem poder da nem um Pio.
Assemelhei-me ao jumento,
Quando lhe falta alimento
Inclina pra baixo a crina
Faz seus passos, sua Sina
Relincha buscando alento.

X
Para encurtar essa estória,
Guarde-me em sua memória.
Sou filha da “Persistência”
Tenho irmãos com Sapiência
Doutor em Sabedoria,
Penso com muita Ousadia
Sou filha da "Valentia."

Goretti Albuquerque. (Goretti é irmã do nosso Abracista ALQUE (Airton Albuquerque)

CHARGE - Ficha Limpa



CHARGE: créditos para Nani

domingo, 9 de maio de 2010

É Necessário Estar Sempre Embriagado

.
Por Airton Soares e...Charles Baudelaire (Que embriaguez, a minha. Todo pose , todo prosa - sem ser chamado - ao lado do Mestre!)

É necessário estar sempre embriagado. (1) Tudo está aí: é a única questão. Para não se sentir o horrível fardo do Tempo que quebranta os vossos ombros e vos curva em direção à terra, deveis vos embriagar sem trégua. Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, como quiserdes. Mas embriagai-vos.” Charles Baudelaire

(1) "Tudo está aí". Cabe parafrasear Cecília Meireles: O instante existe e a nossa vida está completa. Apenas, não vivemos em plenitude; falta a nós a `embriaguez sem trégua;´ Falta a nós, interesse:inter+essere, envolvimento na essência das coisas.

Não seja uma pessoa morna e indiferente às vicissitudes mundanas. "Cante, dance, sorria e chore". Dê um sentido à sua vida. Finque rastros de luz! Abra caminhos... Cumpra sua missão!